Avaí é G-5 no ciclismo e busca grana para pedalar pelo mundo

Matéria publicada originalmente no site ESPN.com.br em 29/08/2015, por Bianca Daga.

Se a equipe de futebol do Avaí não tem dado muitas alegrias ao torcedor catarinense, a de ciclismo é motivo puro de comemorações e reserva um futuro promissor. Enquanto o time de boleiros está na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro com 20 pontos, acima apenas de Vasco e Joinville, e vem de duas vitórias nos últimos seis jogos, os donos dos pedais lideram uma das premiações do Tour do Rio, que está sendo disputado nesta semana, e estão em quinto lugar no ranking nacional, com projetos de investimento de iniciativa privada.

TourDoRio_Dia4-1

O ciclismo foi o primeiro esporte olímpico incluído no clube de Santa Catarina depois do futebol. A história começou lá trás e na última terça-feira, dia 25 de agosto, completou 18 anos. Foi em 1997 que a Prefeitura de Florianópolis, em parceria com o Avaí, fundou a equipe, muito por conta da paixão do ex-ciclista e diretor de esportes olímpicos da agremiação, Hercílio Costa Neto. Hoje, tem a honra de ser o time há mais tempo em atividade no ciclismo brasileiro.

Entre outros inúmeros títulos menos expressivos, regionais e estaduais, também há conquistas de expressão. No início do ano, o grupo comandado pelo técnico Diones Chinelatto – que ocupa o cargo desde sempre – foi bronze na tradicional Rutas de América, no Uruguai. Em junho, Everson Assis foi campeão brasileiro de elite de estrada, em Araraquara. E nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto, no Canadá, Edson de Rezende representou o Brasil e subiu ao pódio com o terceiro lugar no Tandem, categoria para deficientes visuais. Essa foi a primeira medalha do país na prova.

Mas o orçamento da equipe ainda é baixo. Por enquanto, são somente seis atletas, dois a menos que o mínimo necessário para a equipe dar voos mais altos e alcançar o que tanto quer. A meta é curta: outubro. E o caminho está traçado: iniciativa privada.

“O projeto é termos nível continental, que é ganhar mais prestígio e convites para provas internacionais. Para isso, precisamos ter no mínimo mais dois atletas, chegando a oito, que é o número exigido. Temos dois empresários querendo investir. Já está praticamente fechado. Queremos alçar voos mais altos. Hoje, não conseguimos participar nem de 30% do calendário nacional, mesmo sendo 5º no ranking”, contou Chinelatto.

Apoio do presidente do Avaí, Nilton Macedo, não falta. “O presidente sempre nos coloca em destaque. Durante uma das reuniões sobre a nova Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte, ele citou a importância de todos os clubes investirem também em outras modalidades e disse que o ciclismo é uma das principais vitrines do Avaí”, ressaltou.

O respaldo tem sido fundamental. Após três etapas disputadas, a Avaí F.C./FME Florianópolis/APGF está em quinto na classificação geral por equipes do Tour do Rio de Ciclismo, que termina neste domingo. Individualmente, também corresponde às expectativas. Fernando Finkler, de 19 anos, é o dono da camisa branca, entregue ao melhor ciclista jovem da competição, na categoria sub-23.

Diones Chinelatto (técnico) e Fernando Finkler comemoram o resultado no Tour.

Diones Chinelatto (técnico) e Fernando Finkler comemoram o resultado no Tour.

Boleiros x Ciclistas

Rola até uma “parceria” entre os jogadores e os ciclistas do Avaí; um acompanha as competições do outro. “Somos fanáticos pelo futebol. Sempre vamos aos jogos. E o contrário também acontece. Na época em que o Sávio (que encerrou a carreira no clube catarinense em 2010) voltou da Espanha, sempre ia assistir às nossas provas. O Eduardo Costa (meia), por exemplo, pedala desde o ano passado. Ele começou a pegar dicas com os meninos, e isso já ajudou até a melhorar suas lesões”, contou.

Mas será que os ciclistas se arriscariam no campo com a bola nos pés? “Às vezes, brincamos que se o time do Avaí não está bem no Brasileiro, pode colocar o pessoal do ciclismo para jogar. Queremos ficar na Série A!”, brincou o treinador.


A equipe Avai / FME Florianópolis / APGF conta com os seguintes patrocinadores:
Prefeitura Municipal de Florianópolis, WOA, PLASC, ORBEA, OAKLEY, FTH.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *